domingo, 5 de fevereiro de 2017

Capítulo Dezoito

Zac decidiu ligar para Vanessa antes que saísse da casa, apenas no caso dela ainda estar dormindo. Ela atendeu no quarto toque, e sua voz ainda estava rouca e baixa.

—Será que eu a acordei? — ele perguntou, incapaz de esconder o sorriso em sua voz. Ele daria qualquer coisa para ter acordado ao lado dela e ouvir sua voz sexy pela manhã pessoalmente.

—Yeah. Mas se desligar agora, eu poderia simplesmente fingir que isso é um sonho e continuar a dormir.

—De jeito nenhum. Se você tem sonhos comigo, eles não serão sobre eu te acordando por telefone.

Ela riu de um modo bonito, rouco e Zac começou a lamentar ter concordado em fingir que nada tinha acontecido entre eles na noite passada. Se ele colocasse seu ponto, ele estava certo de que Vanessa não teria sido capaz de resistir a ele, não no estado que  ela estava E esse era exatamente o problema. Ele iria acordar ao lado dela agora, mas ela começaria a se arrepender e duvidar de sua decisão. Quando Zac passasse a noite em sua cama, ele tinha que garantir que não haveria arrependimentos na parte da manhã.

—Eu liguei para avisar que estou chegando. Eu estarei ai em dez minutos. É melhor você se levantar e fazer o café. — Ela gemeu do outro lado, claramente não apreciando a ideia de sair da cama ainda. Zac suspirou. — Ok. Fique na cama. Eu vou pegar um café no caminho e levo para você.

—Você não tem ideia de como isso soa bem agora. — ela murmurou, e o som dos lençóis mexendo o agradou. Só de pensar nela sob os lençóis, imaginando seu cabelo selvagem em todos os lugares, seus olhos sonolentos e seu corpo quente, deixou ele instantaneamente excitado.

—Você precisa apenas arrastar seu traseiro bonito pelas escadas e abrir a porta — ela murmurou um “Hum-hum” e ele acrescentou: — Eu te vejo em breve, tesoro.

Quando Zac chegou à casa de Ashley, a porta estava realmente destrancada, e ele entrou carregando três xícaras de café. Ele não viu o carro de Niki na calçada, mas eram 10:00hs, então pensou que ela já estava no trabalho. Ele deixou o copo de Ashley sobre a mesa e, levando os outros dois até o andar de cima, bateu discretamente na porta de Vanessa. O quase inaudível “Entre” veio do outro lado, e ele abriu a porta.

Ela ainda estava na cama e ele tinha imaginado corretamente antes - seu cabelo estava de fato em todo o lugar e seus olhos estavam quase fechados. Zac se sentou na beirada e entregou-lhe o café.

—Obrigada. — disse ela, sentando-se. Vê-la beber o seu primeiro gole e soltar um suspiro de puro prazer era hipnotizante. Seus pensamentos imediatamente foram para ontem à noite, quando ele a tinha visto experimentar um tipo diferente de prazer. Balançando a cabeça para dispersar os pensamentos, pelo menos por agora, Zac percebeu que Vanessa estava olhando para ele, avaliando-o. Era óbvio que ele estava pensando? Ela estava pensando a mesma coisa?

Por um momento, sentiu-se pouco à vontade sob o olhar dela. Quando a via assim, ele quase podia sentir ela bisbilhotando dentro de sua cabeça.

—Então, você acha que devemos acordá-la? — Zac disse, quebrando o silêncio.

—Vamos dar-lhe mais meia hora. Preciso de algum tempo para o meu cérebro começar a trabalhar. — Zac assentiu.

—Normalmente, você não tem problema em acordar cedo. O que há de errado hoje? — ele perguntou, lembrando-se de que ela estava sempre corria no período da manhã.

—Não é que eu tenho problema em acordar. É que às vezes eu não consigo dormir direito, e eu prefiro me levantar, em vez de revirar na cama. — Ela fez uma pausa para tomar outro gole de café. — Ontem à noite eu dormi bem melhor do que recentemente. —disse ela, e Zac quase engasgou com seu café. Ela estava se referindo ao que tinha acontecido na noite passada? 
Como se percebendo o que tinha dito, Vanessa rapidamente acrescentou: — Enfim, este é o meu verdadeiro eu, não sou uma pessoa muita matutina.

Ela sorriu e tentou cobrir seu deslize, mas já era tarde demais. Zac agarrou isso, e seus lábios se espalharam em um sorriso perverso.

—Você sabe, se você tem problemas para dormir, eu posso prescrever-lhe algum tipo de tratamento.

—Yeah? Desde quando você é médico?

—Eu não sou médico. Eu sou mais um... Tipo de cara prático. — Vanessa corou e não conseguiu devolver uma resposta.

Ele adorava deixá-la ruborizada e sem palavras.

Assim que ele estava pensando em mais formas de fazer isso, ele ouviu a porta do outro lado do corredor abrir. Ashley estava acordada.

—Olha, eu não acho que seja uma boa ideia atacá-la agora. Ela provavelmente está de ressaca e se sente uma merda. Ela provavelmente não vai cooperar. Vamos dar- lhe algum espaço para acordar, pelo menos. — disse Vanessa.

Zac assentiu.

—Deixei o café na mesa da cozinha, acho que isso vai ajudar.

—Ok. Eu vou tomar um banho então.

Vanessa jogou os lençóis longe, e os olhos de Zac percorreram seu corpo. Ela estava usando o mesmo short e camiseta regata que estava na noite passada, e sua mente imediatamente encheu de fantasias - Vanessa debaixo dele, Vanessa arqueando as costas, ele acariciando sua pele nua. Ele sentiu seu coração começa a bater mais rápido e sua reação a ela deve ter sido óbvio, porque quando seus olhos voltaram para o rosto dela, Vanessa estava evitando seu olhar. Apressadamente, ela pegou algumas roupas do armário e se dirigiu para o banheiro, fechando firmemente a porta atrás dela.

*
Vanessa tomou o banho mais rápido de sua vida. O tempo todo ela estava ciente de que Zac estava apenas uma porta de distância, e ela estava molhada e nua. Demorar no banho parecia apenas errado, por razões que ela não tinha vontade de explorar naquele momento.

Ela rapidamente secou seu corpo e seu cabelo em uma toalha, e vestiu um short e uma camiseta limpa, o vapor denso escapou do banheiro quando ela abriu a porta e saiu. Zac ainda estava em sua cama, mas havia se acomodado um pouco mais confortavelmente. Ele estava encostado em seu travesseiro, com os braços atrás da cabeça, as pernas sobre a cama, cruzadas nos tornozelos. Sua camiseta tinha ido até sua cintura e Vanessa podia ver alguma pele nua acima de seus jeans. Mesmo que ela o tenha visto sem camisa uma dúzia de vezes, agora, deitado em sua cama, com apenas dois centímetros de pele mostrando , ele era ainda mais sexy do que antes.
Ela mordeu os lábios, a fim de impedir-se de sorrir ou caminhar até ele. 

Jogando seus dois pés fora da cama, ela disse:

—Pronto?

—Se você estiver. — ele respondeu e piscou para ela. Porque ele tem que ser assim tão irresistível?

Eles caminharam até a cozinha e encontraram Ashley sentada à mesa, sua xícara de café na frente dela, com a cabeça entre as mãos. Quando os ouviu entrar, ela levantou a cabeça com o que parecia ser um grande esforço, e seus olhos não reagiram por alguns segundos. Então, como se finalmente conseguisse se concentrar e invocar pensamentos racionais, ela olhou para Zac e depois para Vanessa, e depois de volta para Zac. Suas sobrancelhas franzidas.

—De onde você veio? — Sua voz soava rouca quando ela dirigiu sua pergunta a Zac.

Do quarto de Vanessa.

Vanessa revirou os olhos, porque ela sabia o que ele estava tentando fazer, ela só  não sabia o porquê. Eles tinham vindo até aqui para tentar falar com Ashley racionalmente, não irritá-la.

Você passou a noite no quarto de Vanessa? — Ashley perguntou com uma voz cortante, mordendo a isca.

E se eu tivesse? — Zac franziu a testa, provavelmente não gostando do seu tom. Ashley não respondeu imediatamente, apenas fitou-o de forma acusadora, e, em seguida, esse mesmo olhar mudou-se para Vanessa. — Ei, não olhe para ela assim. Nós podemos fazer qualquer merda que quiser. Somos adultos. Nós não temos que pedir sua permissão.

Zac estava ficando seriamente irritado e essa coisa toda estava se tornando uma bagunça. Seu relacionamento inexistente não era o ponto de reunião. Vanessa se sentia culpada, porque Ashley sabia por que ela teve que afastar Zac , mas ele não. As razões da sua prima para não querer -los envolvidos em qualquer coisa, exceto amizade, eram válidas. Zac a estava atacando, porque ele não sabia muita coisa sobre a Vanessa, e pensava que apenas a bênção de Ashley iria resolver todos os seus problemas.

Zac, pare. — Vanessa disse calmamente, mas com firmeza. Ela não permitiria que sua prima levasse toda a culpa. — Esse não é o motivo por que estamos aqui. — Ele amaldiçoou novamente e, erguendo as mãos na frente em derrota, foi até o balcão e recostou-se contra ele, cruzando os pés.

Ash — Vanessa disse, sentando-se ao lado dela. — O que aconteceu ontem à noite?

O que você quer dizer? — Os olhos de Ashley ficaram duros. Isso não ia ser fácil.

Você tem andado tensa. Se isolando. Você esteve fora o dia todo e não atendeu ao telefone. Eu estava preocupada com você. — Vanessa decidiu uma abordagem mais  calma, mais racional, que poderia suavizar Ashley e ela confessar o que a estava incomodando.

Para citar seu namorado lá, eu posso fazer qualquer merda que eu quiser. Fim de citação. — Ela levantou-se, como se estivesse pronta para sair. Em um movimento rápido Zac estava na frente dela, bloqueando seu caminho para fora.

Você não vai sair daqui até que nos dizer o que está acontecendo com você, Ashley. — Zac tentou controlar sua voz, mas era evidente que ele estava com raiva e irritado com ela.

Eu não tenho que explicar nada. Para citá-lo novamente, eu sou adulta. — Ela cruzou os braços na frente do peito.

Yeah? Bem, ficar bêbada de tequila, lamber sal no abdômen de caras aleatórios e dançar de uma forma que faria corar uma striper veterana, salvo engano, não é um comportamento adulto. Então é melhor você começar a falar.

Deus, Vanessa não tinha ideia que a situação ontem à noite estava tão fora de controle. Isso era maior do que ela esperava. Ashley ficou em silêncio na frente de Zac, os olhos duros e sua postura defensiva. Se ele continuasse nessa postura do “mau policial” sobre ela, ela nunca falaria.

Ash — Vanessa disse, tocando-lhe o ombro e tentando agora . — Zac não passou a noite aqui. Ele chegou meia hora antes de acordarmos e trouxe o café. — Ela apontou para os copos sobre a mesa como prova. O comportamento de Ashley imediatamente mudou, e os braços cederam do seu lado. Vanessa usou isso para sua vantagem. — Por favor, fale conosco. 

Nós te amamos e estamos muito preocupados com você. Você não tem sido a mesma, ultimamente, e é óbvio que algo está em sua cabeça.

A derrota inundou os olhos de Ashley, quando ela se ajeitou em sua cadeira.

Tem um cara na minha aula de arte. Eu realmente gosto dele, mas ele está me enviando sinais mistos. Ou ele está totalmente focado em mim, ou então nem percebe que eu existo. Nós nos beijamos cerca de uma semana atrás, e ele foi muito doce desde então, mas ontem à noite ele veio até a galeria, com uma menina em seu braço. Ele não sabia que eu trabalhava lá e iria vê-lo. E o verdadeiro choque: ela tinha um anel de noivado que mostrou a todos. Eles foram fazer compras de quadros para a sua nova casa.

Uau, Vanessa não esperava isso.

Então foi por isso que eu fiquei bêbada ontem à noite. Foi uma péssima ideia e minha dor de cabeça pode testemunhar isso. Me desculpem, por deixar vocês tão preocupados. — Ela pegou a mão de Vanessa em cima da mesa e apertou-a, ate mesmo forçando um pequeno sorriso. Então ela virou-se para Zac. — Obrigada por me trazer para casa. Eu aprecio isso. — Ele acenou com a cabeça, mas sua carranca não aliviou. — Eu vou voltar para a cama.

Ela deixou a cozinha, roçando em Zac ao passar. Ele veio até a mesa e sentou-se, mas não falou até que ouviu a porta fechar.

Eu não acredito nessa porra nem por um segundo. — ele disse.

Sério? — Vanessa estava confusa. A história de Ashley parecia perfeitamente plausível.

Ela está mentindo e nós temos que descobrir o porquê. Algo está definitivamente acontecendo, e você pode apostar que há um cara envolvido, mas não é o que ela nos disse.

Se ela forjou uma historia para esconder, então é algo grande, Zac.

Vanessa estava ficando realmente preocupada. Ashley não era uma pessoa que mentia. Ela era a pessoa mais honesta, honrosa, e genuinamente boa, Vanessa sabia, e se ela tivesse acabado de mentir para eles, sem pestanejar, então o que ela estava escondendo deve ser muito importante para ela.

Eu sei.

Um trovão explodiu acima deles e surpreendeu os dois, porque o tempo tinha estado perfeitamente bom há menos de meia hora. Só então, as primeiras grandes gotas de chuva começaram a bater nas janelas.

Ótimo. Agora está chovendo. E eu estou presa aqui com Ashley de ressaca e nada para fazer. — Vanessa reclamou, enquanto se recostava na cadeira.

Eu posso ficar. — Zac disse e deu de ombros, quando ela olhou para ele com cautela. — Se você quiser. Eu só tenho que estar no bar às sete, e podemos ficar aqui até lá. Ficar de olho em Ashley. Jogar vídeo game, o que você quiser.

Claro que ela tinha que concordar.

Eles acabaram tendo um belo dia juntos. Zac sentiu que não seria uma boa ideia trazer o que tinha acontecido na noite anterior ou apertar os botões de Vanessa e provocá- la. Eventualmente com ambos relaxados, eles se divertiram muito. Zac lhe ensinou como jogar Wii Sports, e depois que ela tinha jogado o controle remoto na parede várias vezes, ele a fez usar a pulseira o tempo todo. Em algum momento eles ficaram cansados e com fome, e Zac preparou uma massa com frutos do mar, que estava além de delicioso. Eles checaram Ashley duas vezes, e em ambas ela estava dormindo.

Depois de comer o macarrão, Vanessa não tinha vontade de jogar mais, era necessário um esforço muito maior do que ela estava disposta a fazer com o estômago cheio. Eles se instalaram para assistir a um filme, mas Ashley não tinha nenhum DVD.Vanessa tinha diversos filmes em seu laptop e eles foram até seu quarto, decidindo assistir “Snatch”, uma vez que era um dos favoritos dos dois. Eles deitaram na cama, o laptop sobre as pernas de Zac, e Vanessa se aconchegou ao lado dele.


Logo, sem que ela sequer perceber, suas pálpebras ficaram pesadas e ela adormeceu.

*
Zac não se atreveu a respirar. Ele segurou Vanessa nos braços enquanto ela dormia e rezou a cada divindade conhecida pelo homem que ela não acordasse logo. A sensação em tê-la aconchegada contra ele era maravilhosa. Fazia valer a pena tudo o que ele tinha que fazer a partir de agora para convencê-la a deixar ir todas as razões que estavam a segurando, e ser dele.

*
Quando Vanessa acordou estava sozinha na cama. Olhando em volta, ela viu seu laptop desligado em seu criado-mudo. O que ela não viu foi Zac. Alcançando o telefone, ela viu que eram 18:30 e assim ele provavelmente foi trabalhar.

Sentia-se exausta, apesar de todo o sono que teve. Obrigando-se a sair da cama, Vanessa foi ao banheiro para refrescar-se e, em seguida, decidiu checar Ashley. Assim que ela estava saindo de seu quarto, sua prima estava abrindo a própria porta.

Oi. Você está viva. — ela disse o que fez Ashley dar um sorriso. Ela parecia muito melhor.

Sim, eu estou. — Ela estava usando calças de moletom e uma camiseta solta, o que significava que ela não estava pensando em sair.

Quer comer alguma coisa?

Não, eu não estou com fome. Eu estava indo para o estúdio. — disse ela e olhou para Vanessa se desculpando. — Sinto muito, Vanessa. Eu sei que eu não tenho sido uma boa amiga recentemente e não estou presente para você...

Ei, pare com isso. Está tudo bem. Você tem um monte de coisa para lidar.

Ainda assim... Eu me sinto mal.

Está tudo bem, Ash, realmente. Vá e pinte alguma coisa.

Ashley assentiu com a cabeça e dirigiu-se ao seu estúdio. Vanessa foi para a cozinha, fez um sanduíche e voltou para o seu quarto. Ligou seu laptop, enquanto pesava as opções do que fazer a noite toda em sua cabeça. Ela podia ver um filme, ou ver se sua mãe queria conversar ou navegar sem rumo na internet, ou ler um livro até que ela sucumbisse ao tédio e adormecesse.

O travesseiro ainda tinha o cheiro de Zac. Vanessa deitou-se nele e relaxou, fechando os olhos. O cheiro dele estava ao seu redor, abraçando-a, consolando-a.

Como se com a sugestão, seu telefone tocou com uma nova mensagem.

Zac: Você acordou?

Vanessa: Yeah . Você deveria ter me acordado antes de sair. Eu me sinto como uma má anfitriã.

Zac: Você está louca? Essa foi a melhor tarde da minha vida. Eu podia vê-la dormir por meses.

Uau. OK. Como posso responder a isso?

Ela não teve muito tempo para se debruçar sobre isso, porque logo recebeu outra mensagem.

Zac: Como está Ash? Quando a deixei, ela ainda estava dormindo.

Vanessa: Ela acordou apenas agora e se trancou em seu estúdio.

Zac: Hmmm. Ela deixou você sozinha novamente. Quer vir aqui?

Vanessa: Está tudo bem. Vou terminar de assistir o lme, já que eu dormi no meio e então talvez ler. Eu estou bem, Zac. Não se preocupe comigo.

Zac: OK. Você sabe onde me encontrar, se mudar de ideia.


Vanessa fez exatamente isso: terminou de assistir “Snatch”, leu por um tempo e, envolvida pelo cheiro de Zac ainda persistente em seu travesseiro, adormeceu.

***
Olá meninas,como vão???
Será que essa história da Ashley é verdade?
Será que ela gosta do Zac?
Aguardem os próximos capítulos, 
pois muitas surpresas estão por vir!
Fiquem com Deus e até mais ♥

6 comentários:

  1. Que capítulo foi esse!? Amei!
    A uns capítulos que desconfio que a Ashley é apaixonada pelo Zac... #SoAcho
    E assim como o Zac acho que ela ta sim mentindo...
    Ja to super ansiosa pra descubrir a verdade sobre tudo isso...
    Posta mais por favooor!
    Beijooos

    ResponderExcluir
  2. Eu também estou desconfiada que a Ashley esta enganando o zac e a Vane. Estou ansiosa para a Vane ceder e ficar com o Zac logo. Quero Zanessa juntos. Posta maiss logoo. Bjoss

    ResponderExcluir
  3. Gente q capítulo foi esse...
    Amei ❤😍
    Será q Ashley gosta do Zac?
    Posta logo por favor...
    Amo a sua fic

    ResponderExcluir
  4. Aí Rafa n me deixa nessa angústia a Ash e apaixonada pelo Zac né? N acreditei nessa história dela e depois ela saiu roçando no Zac pow essa cama n e pequena pra ela ir roçar nele n.ah e n gostei nd nd dá atitude dá Ash ao saber q o Zac saiu do quarto dá Nessa. Acho q a Vanessa tem q dar logo uma chance pro Zac, bjs 😘😘❤

    ResponderExcluir
  5. Parece um livro...mas...eu gosto...é incrível essa sua adaptação, mas, eu acho q to ansiosa demais...ent pelo amor de todos os Deuses do Olimpo e do mundo, vc tem q continuar postando, quero descobrir tudo e tb tenho certeza absoluta q Ashley gosta do Zac...sinto isso, mas eu quero Zanessa juntos pfv.

    Xoxo

    ResponderExcluir
  6. Parece um livro...mas...eu gosto...é incrível essa sua adaptação, mas, eu acho q to ansiosa demais...ent pelo amor de todos os Deuses do Olimpo e do mundo, vc tem q continuar postando, quero descobrir tudo e tb tenho certeza absoluta q Ashley gosta do Zac...sinto isso, mas eu quero Zanessa juntos pfv.

    Xoxo

    ResponderExcluir